O poder de compra dos órgãos públicos é um mecanismo que pode assegurar o desenvolvimento local, potencializar a economia, o desenvolvimento e competitividade das empresas regionais,   incentivar a formação de parcerias e arranjos produtivos locais (APL), propiciar o aumento significativo da arrecadação municipal, do nível de empregos formais e da qualidade de vida da população.
 
Contudo, a maioria dos municípios brasileiros pouco explora o potencial das licitações públicas como fonte geradora de emprego e renda para a sociedade e de desenvolvimento local.
 
Esta cartilha demonstra possíveis ações governamentais, comunitárias e empresariais, que poderão viabilizar esse propósito, através do incremento da participação de pequenos negócios nas licitações públicas municipais.

Anexos

LIVRO JORGE ULISSES JACOBY.pdf (798010)
Recomende este artigo
VOLTAR PARA DOCUMENTOS

Seja o primeiro a comentar

Resposta enviada. Aguardando aprovação.

500

Enviar comentário